A Paz

As pessoas, muitas vezes, procuram a paz como algo externo a elas, como algo que dependesse do comportamento de outros ou de prêmios que a vida lhe deve…

A paz não é algo pronto, como se estivesse acessível a todos, do mesmo jeito e forma, algo adquirido de modo igualitário, bastando apenas um estender da mão para alcançá-la, quando os olhos a descobrem.

Cada um de nós tem suas expectativas, suas crenças, seus medos, suas defesas, seus fantasmas, sua história…

Assim, a paz não é igual para todas as pessoas. Entretanto, algo a faz irmã em sua humanidade, algo é denominador comum em sua essência: o fato de aceitarmos a vida e a realidade como são e não como gostaríamos que fossem.

Paz é algo construído dia-a-dia, algo que nasce e está dentro de nós, algo que não vinculamos à opinião alheia e que envolve desistências, adaptações e amor-próprio.

Paz tem a ver com uma escala de valores pessoais, com escolhas saudáveis e com respeito a si mesmo, antes de tudo.

Paz tem a ver com fé, com cura de feridas, com perdão, com desapego, com querer amar, independente de ser amado…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: