Senhor

Senhor,
peço-te perdão, se não encontrastes em mim um lugar para Te acolher.
Escolhestes um povo entre tantos, mas esses recusaram-Te.
Experimentastes o estar longe de casa, o exílio, a clandestinidade forçada,
o anonimato e a precariedade.
Como nesses tempos, também hoje, provavelmente, eu te rejeitei.
Acolher-Te, Senhor, exige empenho:
É revisitar os meus critérios, dar nome aos meus ídolos,
abandonar as minhas seguranças… e seguir-Te…
Para onde… não sei. Perdoa-me, se eu não Te procuro para adorar,
como fizeram os Magos; Perdoa-me, se nem sempre Te reconheço e Te escolho;
Perdoa-me, se nem sempre faço espaço dentro
de mim para que possas entrar e ficar comigo.

Anúncios

ESPERANÇA

Senhor tenho ânsia de conversar contigo,
de te encontrar; Dizer o que penso e o que sofro;
Por isso, ensina-me a te ver, em todos os instantes
dos meus dias; Na primeira face que eu encontrar no caminho;

No primeiro olhar que me for dirigido;
Na primeira voz que eu escutar;
No primeiro aperto de mão;
No vento que me toca leve;
Na água pura e cristalina que me serve;
No sol que beija o meu rosto;
Na beleza da noite, silenciosa e amiga;
Pois só Tu, és a Paz.
Amém.

Trate bem a todos

No hospital, no posto de saúde ou policial, na repartição, chegam os necessitados das suas providências. Receba-os com simpatia e respeito.

Ajude-os. Não os despreze ou abandone. Nem use para com eles deboche, olhar frio e palavra seca, que lhes causam dor e revolta. Um dia você poderá estar na mesma situação.

Seja acessível.. Mostramos a grandeza de espírito
quando os outros precisam de nós.

Controle os nervos

Há atraso, atrapalho, impedimento, cerceamento,
obstáculos. Nada marcha como você quer.

Você tem impulso de fazer as coisas caminharem
à força. Gritar, exigir, reclamar.
Tenha calma. Refreie os impulsos.

Só a ponderação, o exame, a paciência,
resolvem os problemas difíceis.
Aguarde. Tudo ficará bem.
Não se exasperar frente às dificuldades é
começar a vencê-los antes que tomem vulto.

Agradecendo, a angústia desaparece.

O sofrimento passa a desaparecer a partir
do momento em que você agradece a Deus.
O estado de contrariedade é que caracteriza o sofrimento.
Se você não se sentir contrariado, some a sensação.
Estar em oposição aos tantos, às pessoas
e às coisas é que faz surgir a dor.

Aceite tudo o que lhe acontecer como vindo a seu benefício.
Mais do que isso, seja agradecido a Deus.
Não pense no mal. Nem se revolte.
A compreensão de que nada de mal
nos acontece é segurança interior.

Deus!

Venho agradecer-te o pão que não tem faltado à minha mesa, o agasalho com que me cobres o corpo, a água que me banha e me sacia a sede, a amizade dos meus amigos, a fé que me alimenta a alma.

Principalmente, agradeço-Te a força que me dás. Agora, eu compreendo que, contigo junto a mim, não existe nenhum problema que não possa resolver.

Obrigado, pois pelos meus problemas.
Que eu veja neles a Tua mão a me ensinar a viver.

Como ser feliz com tantos problemas?

Os problemas, as dificuldades atuam sobre a alegria,
até impedindo-a.
Mas, a felicidade é outra coisa.
A felicidade é a alegria continuada, que, mesmo interrompida
aqui ou ali, volta e segue o curso, elevando-se quanto pode.
Então, não amarre a sua felicidade no poste dos problemas.
Os problemas passam, e ela volta experiente.
Prossiga no cultivo da felicidade.
Quem permanece no barco da alegria chega ao mar da felicidade.